JOAQUIM PEDRO DE ANDRADE - CINEASTA BRASILEIRO

Joaquim Pedro de Andrade
Joaquim Pedro de Andrade nasceu no Rio de Janeiro RJ em 25 de maio de 1932. Formou-se em física e começou a dedicar-se ao cinema ainda na faculdade. Em 1959 lançou dois documentários, um sobre Gilberto Freire (O solitário de Apipucos) e o outro sobre Manuel Bandeira (O poeta do Castelo). Em 1960 realizou o curta Couro de gato, incluído na produção coletiva Cinco vezes favela; em 1963, o documentário Garrincha, alegria do povo, tomado como exemplo de "cinema-verdade". Seu primeiro longa-metragem, O padre e a moça, baseado num poema de Carlos Drummond de Andrade, data de 1965. Mas só em 1969 Joaquim Pedro se consagrou, com Macunaíma, baseado na obra homônima de Mário de Andrade.

Um dos integrantes do Cinema Novo, o cineasta brasileiro Joaquim Pedro foi o que mais recorreu à literatura para dela extrair os temas de seus filmes.

Vieram depois Os inconfidentes (1971) e A guerra conjugal (1974). Sua última grande produção foi O homem do pau-brasil (1982), biografia romanceada de Oswald de Andrade. Sem poder concluir mais um projeto, do qual deixou somente o roteiro, Casa grande, senzala & Cia., baseado na obra do sociólogo Gilberto Freire, Joaquim Pedro de Andrade morreu no Rio de Janeiro RJ em 10 de setembro de 1988.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe