ANDRIJA MOHOROVICIC - SISMÓLOGO CROATA

Andrija Mohorovicic
Andrija Mohorovicic nasceu em 23 de janeiro de 1857, em Volosko, Croácia, então integrante do império austro-húngaro. Foi excelente aluno na escola primária e, aos 15 anos falava, além da língua croata, inglês, francês e italiano. Mais tarde aprendeu grego, latim, tcheco e alemão. 

Deve-se às observações do sismólogo croata Andrija Mohorovicic a descoberta de que a massa da Terra não é compacta e que as ondas sísmicas produzidas por terremotos são desviadas em razão de uma descontinuidade na camada exterior do planeta.

Graduou-se, em 1875, em física e matemática na Universidade de Praga, sob a direção do grande físico e filósofo Ernst Mach. Lecionou em escolas secundárias até ingressar como professor de oceanografia e meteorologia na Escola Náutica Real de Bakar, perto de Rijeka (ou Fiume), onde fundou, em 1887, uma estação meteorológica. Em 1891 transferiu-se para a Escola Técnica Principal de Zagreb e prosseguiu com suas pesquisas. No ano seguinte, foi nomeado diretor do observatório meteorológico da cidade e em 1897 doutorou-se na universidade local. Nessa época começou a coletar os dados que o conduziriam a importantes descobertas geológicas e, com a aquisição de instrumentos sismográficos mais novos e sensíveis, tornou o observatório de Zagreb um dos mais avançados da Europa. Em 1909, a estação captou as ondas de um terremoto que abalou o vale de Kulpa. Na comparação com outras leituras, Mohorovicic deduziu que o terremoto se centrava numa camada mais externa da Terra -- desde então denominada crosta terrestre -- e que ondas mais rápidas se propagavam através de uma camada mais interior -- o manto. Entre a crosta e o manto situa-se o que mais tarde chamou-se descontinuidade de Mohorovicic, a uma profundidade média de trinta quilômetros. Muito tempo depois, instrumentos mais avançados confirmaram sua descoberta. Mohorovicic morreu em Zagreb, Croácia, em 18 de dezembro de 1936.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe