ANTONIO PÉREZ - POLÍTICO ESPANHOL

Antonio Pérez
Antonio Pérez nasceu em Madri em 1534. De origem controversa, foi reconhecido oficialmente como filho do secretário de estado Gonzalo Pérez. Recebeu esmerada educação, ganhou a confiança de Filipe II e acabou por herdar o cargo do pai. Odiado por nobres e rivais na administração, buscou se proteger por meio de intrigas: conspirou com D. João da Áustria, meio-irmão de Filipe II, contra o soberano espanhol, com este contra D. João e provavelmente com os rebeldes flamengos contra ambos. Além disso, vendeu cargos e conseguiu amealhar grande fortuna.

Conselheiro de Filipe II, Antonio Pérez contribuiu para fomentar nas cortes européias a chamada "lenda negra" que, a partir de informações truncadas, atribuía ao soberano espanhol assassinatos, conspirações e outros delitos.

Em 1577, D. João da Áustria enviou à Espanha seu secretário Juan de Escobedo para pedir apoio a seus planos de invadir a Inglaterra a fim de libertar e desposar Mary Stuart, rainha da Escócia. Temeroso de ver descobertas suas intrigas, Pérez convenceu o rei de que Escobedo era um traidor e obteve consentimento real para tramar seu assassinato, consumado em 31 de março de 1578. Ao se saber enganado, em 28 de julho de 1579 Filipe II mandou prender o secretário, que ficou 11 anos na prisão e fugiu para Aragão em abril de 1590. Filipe II tentou entregá-lo à Inquisição, mas o povo de Saragoça, sublevado, o defendeu duas vezes. Em 1591, Antonio Pérez seguiu para a França e, acolhido pela corte de Henrique IV, fixou residência em Paris, onde morreu em 3 de novembro de 1611.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe