ANTONIO GAUDÍ - ARQUITETO ESPANHOL

Antonio Gaudí
Antonio Gaudí y Cornet nasceu em Reus, Tarragona, em 25 de junho de 1852. Estudou na Escola de Arquitetura de Barcelona. Solteiro e de hábitos austeros, dedicou toda a vida à arquitetura,  considerada por ele uma síntese de todas as artes. A influência dos arquitetos da Idade Média está presente em suas primeiras obras, como a Casa Vicens, com abundantes elementos hispano-arábicos, e o palácio Güell, da década de 1880. Em ambas já se notam algumas das constantes de sua arquitetura, como a execução artesanal, a concepção de cada prédio como um todo e a importância concedida aos elementos decorativos, com predomínio da cerâmica e do ferro forjado, que Gaudí manipulava com absoluto domínio.
Em anos posteriores realizou algumas de suas obras fundamentais -- o palácio episcopal de Astorga e a casa dos Botines, de León -- nas quais interpretou com originalidade os motivos estilísticos do gótico. À fase de maturidade modernista, caracterizada por formas ondulantes e naturalistas, e pela ligação entre arquitetura e escultura, pertencem obras como a Casa Batlló e a Casa Milá, edificadas na primeira década do século XX.

Com obra personalíssima, em que os elementos das construções se assemelham a formas vegetais petrificadas, Gaudí criou uma arquitetura fantástica, que escapa às classificações convencionais. Foi um dos grandes inovadores da estética modernista e sua realização mais célebre é a igreja da Sagrada Família, que se converteu em símbolo de Barcelona.

Concebido também de um prisma modernista, o parque Güell, iniciado em 1910, é um conjunto urbanístico em que Gaudí integrou à perfeição a natureza e as artes plásticas. Entre seus detalhes fantásticos salienta-se o grande banco corrido, decorado por um mosaico de cacos de azulejos, que circunda uma praça sustentada por enormes colunas. Seu patrocinador, o conde de Güell, permitiu que Gaudí continuasse a expressar seu talento na igreja da colônia Güell, em Santa Coloma de Cervelló, com suas famosas colunas e abóbadas irregulares.

Entre 1883 e 1926, Gaudí alternou seu trabalho nas construções assinaladas com a edificação de sua obra principal, a igreja da Sagrada Família em Barcelona. A inspiração africana das torres e os elementos góticos adquirem feição marcadamente naturalista nessa original construção que permaneceu inconclusa. Gaudí morreu em Barcelona, em 10 de junho de 1926.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe