ANTONIO SOLER - COMPOSITOR E ORGANISTA ESPANHOL

Antonio Soler
Antonio Soler y Ramos nasceu em Olot de Porrera, na Catalunha, em 3 de dezembro de 1729. Iniciou sua formação musical na escola coral de Montserrat e ainda muito jovem foi nomeado mestre de capela da catedral de Lérida. Em 1752 entrou para a Ordem de São Jerônimo e tornou-se organista do mosteiro de São Lourenço do Escorial, onde estudou com Domenico Scarlatti, que estava a serviço da corte.

Aluno do compositor italiano Domenico Scarlatti e mestre de órgão e cravo da família real da Espanha, o compositor e organista Antonio Soler foi um dos grandes nomes da música espanhola no século XVIII.

A influência de Scarlatti marcou profundamente a obra de Soler e pode ser mais claramente percebida na técnica viva do teclado, no estilo ágil e surpreendentemente harmônico das numerosas sonatas para cravo, que, depois de algum tempo esquecidas, voltaram a ser valorizadas no início do século XX. Compôs também música sacra, música incidental para peças de Calderón de la Barca e de outros dramaturgos, seis quintetos para órgão e corda e seis concertos para dois órgãos. Publicou ainda um tratado de teoria musical, Llave de la modulación y antigüedades de la musica (1762; Chave de modulação e antiguidades da música). Para realizar suas experiências musicais, inventou um instrumento de teclado chamado afinador. Morreu no mosteiro do Escorial, em 20 de dezembro de 1783.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe