AQUILINO RIBEIRO - ESCRITOR PORTUGUÊS

Aquilino Ribeiro
Aquilino Ribeiro nasceu em Carregal da Tabosa, Beira Alta, em 13 de setembro de 1885. Teve uma vida tumultuada pelo ativismo político, desde a época em que estudava filosofia e teologia em Viseu. Foi perseguido e preso várias vezes, uma delas após uma explosão da dinamite que guardava no quarto. Numa de suas fugas para Paris, freqüentou a Sorbonne. Regressou a Lisboa em 1914 e passou a lecionar no Liceu Camões (1914). Posteriormente trabalhou até 1927 na Biblioteca Nacional.

Personalidade inquieta, que a par da luta política produziu vasta obra literária, o português Aquilino Ribeiro distinguiu-se pelo vigoroso regionalismo e pela riqueza de estilo.

Desde o primeiro livro de contos, Jardim das tormentas (1913), Aquilino Ribeiro impôs-se como prosador de grande força expressiva e vocabulário opulento, magnetizado pelo meio rural e pelos tipos populares da Beira. Nos romances Terras do demo (1919), Andam faunos pelos bosques (1926) e nos contos de Estrada de Santiago (1922), sobressaem os traços picarescos e o impulso libertino.

Numa fase posterior, seus livros se tornaram mais documentais e de cenário urbano. Entre os romances dessa fase concentrada na cena lisboeta estão Maria Benigna (1933), Mônica (1939), O arcanjo negro (1947). A fase final, marcada por um estilo mais livre e freqüentemente coloquial, inclui A casa grande de Romarigães (1957) e Quando os lobos uivam (1958). Autor ainda de memórias, ensaios, biografias, traduções e literatura infantil, Aquilino Ribeiro morreu em Lisboa em 27 de maio de 1963.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe