JUAN RUIZ, ARCIPRESTE DE HITA - ESCRITOR ESPANHOL

Juan Ruiz, arcipreste de Hita, nasceu por volta de 1283, provavelmente em Alcalá de Henares, na Espanha, e nada se sabe ao certo sobre sua vida. Não se tem certeza sequer do seu nome: nos arquivos da cidade de Hita referentes ao período compreendido entre 1330 e 1343, datas prováveis de publicação do Libro, não existe menção a nenhum arcipreste com esse nome.

Embora seja a única obra conhecida do arcipreste de Hita, o Libro de buen amor é um clássico da literatura espanhola e principal precursor do gênero picaresco.

Para alguns, foi homem de grande erudição eclesiástica, moralista severo que pretendeu advertir seus contemporâneos para os males do pecado da carne. Essa hipótese tem como apoio a suposição de que era homem de confiança do arcebispo de Toledo, D. Gil de Albornoz, que o teria encarregado de fiscalizar e doutrinar o clero de Talavera. Para outros, foi um vigário jovial, que se divertiu com narrações eróticas, talvez de caráter autobiográfico, e que tinha costumes tão livres quanto os que descreveu.

Arcipreste de Hita
No Libro de buen amor, o arcipreste faz a distinção entre o amor bom, dedicado às coisas divinas, e o amor louco, devotado aos prazeres do mundo. A obra inclui orações ao Senhor, cânticos à Virgem, textos sobre os pecados capitais e fábulas de conteúdo moral. Contém ainda narrativas de conquistas eróticas, fórmulas para que essas conquistas tenham êxito e sátiras contra as mulheres. O Libro combina elementos de doutrinação dogmática, da poesia burlesca dos jograis, das fábulas moralistas, da Ars amatoria de Ovídio e da comédia erótica latina Pamphilus de amore. A obra é um conjunto de poemas que constituem, na verdade, um único poema, ao mesmo tempo edificante e satírico, e realista na descrição dos costumes livres dos clérigos do seu tempo. Juan Ruiz morreu provavelmente em Hita, por volta de 1350.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe