AMOS TUTUOLA - ROMANCISTA NIGERIANO

Amos Tutuola
Amos Tutuola nasceu em Abeokuta, Nigéria, em 1920. Filho de fazendeiros cristãos, estudou apenas durante seis anos e foi aprendiz de ferreiro. Seu primeiro romance, The Palm-Wine Drinkard and his Dead Palm-Wine Tapster in the Dead's Town (1952; O bebedor de vinho de palmeira), já revelava um estilo mais próximo dos relatos orais ioruba do que da tradição literária inglesa.

Os romances do nigeriano Amos Tutuola, escritos num estilo épico oral e antigramatical, são uma viva representação da mitologia e da religião ioruba.

O tema da busca, presente na primeira obra, reaparece nos dois livros seguintes de Tutuola: My Life in the Bush of Ghosts (1954; Minha vida no bosque dos espíritos), narrativa das aventuras de um rapaz que, ao fugir de comerciantes de escravos, encontra o bosque dos espíritos, e Simbi and the Satyr of the Dark Jungle (1955; Simbi e o sátiro da selva escura), que conta a história de uma jovem rica e bonita que abandona sua casa para experimentar a pobreza e a fome.

Seus romances posteriores, como Feather Woman of the Jungle (1962; A mulher de penas da selva) e Ajaiyi and His Inherited Poverty (1967; A pobreza de Ajaiyi), fazem novas incursões no folclore e nas crenças ioruba. Tutuola alcançou grande popularidade na África e nos países anglo-saxões. The Palm-Wine Drinkard foi adaptado para o teatro.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe