ANDRÉ-MARIE AMPÈRE - FÍSICO FRANCÊS

André-Marie Ampère
André-Marie Ampère nasceu em 20 de janeiro de 1775 na cidade francesa de Lyon e desde cedo demonstrou interesse e aptidão pelo estudo de matemática, física e química. Adquiriu grande prestígio graças aos trabalhos realizados como professor de matemática na École Polytechnique de Paris e de mecânica no Collège de France.
Os estudos de Ampère constituíram o fundamento da eletrodinâmica, ramo da física que alcançou grande desenvolvimento nos séculos XIX e XX, permitindo uma melhor compreensão dos fenômenos eletromagnéticos.

Paralelamente ao desenvolvimento de teorias matemáticas sobre a integração de equações diferenciais de segunda ordem, Ampère deu grande impulso à compreensão dos fenômenos eletromagnéticos, graças as suas pesquisas no campo da eletrodinâmica.

A descoberta de que dois fios condutores atravessados por uma corrente elétrica exercem ações recíprocas foi apresentada por Ampère, na Académie des Sciences em Paris, em 18 de novembro de 1820. De setembro a novembro do mesmo ano, ele apresentou à Academia vários outros estudos, estabelecendo as bases científicas do eletromagnetismo. Pouco depois de Arago haver descoberto que o ferro adquiria propriedades magnéticas nas proximidades de uma corrente elétrica, Ampère teve a idéia de envolver uma barra de ferro com um fio enrolado em hélice, criando, assim, o primeiro eletroímã.

A moderna unidade de medida de intensidade da corrente elétrica no sistema internacional (igual a um coulomb de eletricidade por segundo) foi denominada ampère em sua honra. Ampère faleceu em 10 de junho de 1836 em Marselha, enquanto escrevia uma obra ambiciosa sobre a filosofia da ciência.

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

Posts Relacionados

CityGlobe